Contratar empresa de vídeo especializada ou produzir internamente?

Produzir, curtir e compartilhar o próprio conteúdo tem se tornado algo bastante comum nos dias de hoje. Parece que nunca foi tão fácil, não é mesmo? Com a variedade de canais e mídias digitais, smartphones e demais equipamentos, estamos cada vez mais acostumados a isso.

Mas e quando o seu vídeo precisa ir para algum canal específico? Ou quando ele vai acompanhar um conteúdo institucional da sua empresa e até mesmo uma campanha mercadológica?

Nessas horas você sente a mesma confiança em produzir o vídeo por conta própria? Sua empresa tem estrutura para a tarefa?

A resposta pode depender de alguns fatores. Fique atento:

Vídeos englobam etapas pré e pós-gravação

Conteúdo que a empresa produz não significa exatamente um conteúdo profissional. Mas como assim?! Exatamente, pois esse aspecto está ligado ao grau de apuração desse vídeo. Não está relacionado especificamente ao fato de ele ser de uma fonte confiável, ou seja, vindo da própria empresa.

Outra coisa que você não pode esquecer é que não se trata apenas de “pegar uma câmera e sair gravando”.

Você precisa se preparar e dominar bem a técnica para isso. Elaborar um bom roteiro, saber o que pode se destacar no seu vídeo, retomar “trechos” quando eventualmente não ficarem adequados ou sugerir melhorias que possam contribuir com a qualidade do vídeo, atuando como um agente importante no processo de produção.

Dependendo da plataforma que você vai escolher para disponibilizar pode ainda ser mais interessante um enfoque ou outro.

Acontece que o público percebe a qualidade do seu vídeo e até detalhes de como ele foi feito. Percebe a organização, edição e até distribuição, o que impacta na credibilidade que a empresa tem.

Empresas que investem em vídeos e tecnologia profissional em seus projetos transmitem um ar diferenciado para os clientes.

Demonstram que ela de fato se preocupa com a qualidade do que produz, com o que seu público recebe e que valoriza o trabalho que faz.

Analise suas condições

Mas agora que você já sabe (e provavelmente já havia pensado) o quanto um vídeo bem produzido gera outra percepção, é hora de dar uma olhadinha para dentro da sua empresa: você tem uma equipe que saiba gravar? Você tem cenários bem preparados, que dão conta de servir como uma boa base para seu vídeo ser o que ele pretende retratar?

Você tem câmeras próprias? Sabe como alugar, qual tipo mais indicado e assim por diante e pessoas minimamente preparadas para operá-las?

Você tem o microfone correto para a captação? Para evitar ruídos e barulho do ambiente no seu vídeo?

Caso contrário, pode não ser uma boa ideia se aventurar, correndo o risco de ficar parecendo um vídeo muito amador.

Se sua empresa tiver um departamento de comunicação ou de marketing bem estruturado pode até mesmo ter uma equipe com condições e conhecimentos para cobrir algumas demandas de vídeo.

Mas outra coisa que cabe lembrar: ela está com tempo? Se for uma demanda mais pontual pode ser que sua equipe dê conta. Porém se você tiver equipes já sobrecarregadas pode valer a pena terceirizar o serviço contando com profissionais prontos a te atender e a já providenciar tudo o que você precisa, liberando seus times para focar nas outras atividades essenciais.

Portanto não há uma resposta exata. Depende das condições, da disponibilidade de equipe e das necessidades e objetivos de sua empresa em cada demanda que ela tiver por vídeo.

O trabalho de vídeo não para na gravação!

Opa! E aí chegamos a um ponto chave: depois de gravado, provavelmente você ainda vai fazer uma série de coisas para que seu vídeo chegue a ter o “toque final”.

Caso não esteja preparado para fazer a edição da melhor forma, considere contar com profissionais que poderão te auxiliar a definir quais as melhores indicações e aplicar os melhores métodos para deixá-lo no formato mais adequado possível.

Uma dose de criatividade e recursos extras cai bem

Por fim, não se esqueça de que dependendo da complexidade do vídeo ou do tom descontraído e/ou animado que você queira dar a ele, pode haver vantagens em contratar uma empresa especializada na produção de vídeos para garantir qualidade, otimização de tempo, melhor tecnologia, melhor distribuição e produção criativa.

É o caso de produções de design no vídeo, como utilização de elementos de motion graphics para torná-lo mais interessante.

Ter recursos assim ajuda você a fugir do “comum” no mercado e a fazer um vídeo diferenciado, que te destaque dos concorrentes.

E aí, esse conteúdo te ajudou a entender quando vale a pena contratar uma empresa especializada em vídeos ou produzir internamente? Ficou com dúvidas? Interaja com a gente; podemos te ajudar e estamos prontos a te ouvir!